Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘literatura erótica’

Os grandes clássicos da literatura, sobretudo os que foram escritos no Séc. XIX, não costumam ser associados ao erotismo e muito menos ao bdsm – sobretudo se, como no caso de “Jane Eyre”, não contiverem uma única cena de sexo ou sequer qualquer referência a partes do corpo que não andassem à época, normalmente cobertas.

Eu próprio, ao ler este romance pela primeira vez e pela segunda, não me dei conta de nada que fosse além do mais estrito decoro vitoriano. Só quando me chamaram a atenção para o subtexto erótico é que decidi relê-lo a essa luz, e foi como se o lesse pela primeira vez: numa história que é basicamente, à superfície, a da Gata Borralheira (Cinderela para os meus leitores brasileiros), encontram-se nas entrelinhas, nas alusões, nos pequenos sinais em código que surgem em todas as páginas, todos os elementos dum romance erótico.
Se partirmos do princípio que o que estamos a ler é a narrariva duma relação amorosa e erótica entre uma mulher extremamente submissa e um homem extremamente dominante, o livro adquire um brilho, um interesse e uma verdade ainda mais pronunciados do que tem numa leitura mais convencional.
Existe uma tradução portuguesa, que nunca li, que tem por título “O Grande Amor de Jane Eyre”. Não sei se na tradução se mantêm todos os sinais em código presentes no original: por exemplo, não sei se “my master” está traduzido por “meu patrão ou “meu senhor”; mas é impossível que não se mantenham alguns. Em todo o caso, para quem tiver gosto pela leitura dos grandes clássicos e paciência para a sua extensão, fica aqui o meu conselho de leitura.
Anúncios

Read Full Post »